Com a crescente globalização das empresas, a formação de equipes multiculturais  baseada na expatriação de funcionários vem se tornando uma prática cada vez mais presente. Porém, apesar da importância e do alto custo de uma expatriação, pesquisas mostram que apenas 25% das expatriações são consideradas bem-sucedidas.

Para reverter essa situação, muitas empresas vêm focando seu trabalho no desenvolvimento da competência intercultural de seus profissionais, isto é, na  capacidade desses profissionais em lidar de forma produtiva com as diferenças culturais.

Para desenvolver tal competência, novas questões precisam ser tratadas, tais como:

  • Quais funcionários estão aptos para uma expatriação?
  • Como preparar um funcionário para uma expatriação?
  • Que tipo de apoio deve ser estendido à família?
  • Como garantir a atratividade das expatriações e o fluxo de talentos?
  • Quais benefícios devem ser concedidos, sob a ótica de custo-benefício?
  • Quais são as ferramentas críticas para o sucesso na gestão de uma equipe multicultural?
  • Como implantar uma política de expatriação?

A missão da Global Line é auxiliar as empresas a identificar e responder essas questões, apoiando o desenvolvimento da competência intercultural de seus clientes.

Desafio Intercultural

Somente 1 em cada 4 expatriados tem sucesso